Suspeitos de ataque em Simões Filho morrem em confronto com a polícia

A PM apreendeu com o trio uma espingarda calibre 12, uma pistola .40, um revólver calibre 38, munições e drogas - Foto: Divulgação l PM-BA
Três homens suspeitos de envolvimento no ataque que matou Willian de Melo Santos, de 23 anos, e feriu outras cinco pessoas na terça-feira, 8, no bairro de Tiro Seguro, em Simões Filho, morreram em troca de tiros com guarnições da Rondesp RMS na noite de quarta, 9, no bairro Big Áurea, na mesma cidade.
A informação foi confirmada pelo coronel César Albuquerque, comandante da Rondesp RMS, e pelo Departamento de Comunicação Social (DCS) da PM. 
“As informações que colhemos, no local, apontam que eles têm participação no ataque do Tiro Seguro e no triplo homicídio que ocorreu no último dia 2”, afirmou o coronel Albuquerque.
Ainda de acordo com o comandante, o triplo homicídio ocorreu na Rua da Granja, em Pitanguinha Nova. (A Tarde)
Líder do tráfico
A PM divulgou apenas as iniciais dos nomes dos suspeitos por uma questão de “norma interna”. Um deles, de iniciais J. O. D. 22, é apontado pela polícia como líder do tráfico de drogas no bairro Big Áurea e principal autor do ataque no conjunto Residencial Preto Velho, no Tiro Seguro, e do triplo homicídio ocorrido no dia 2.
Os outros mortos foram L. M. F., 21, e F. C. C., 22. Moradores do Tiro Seguro contaram que um dos mortos em confronto com a Rondesp RMS tinha por prenome Felipe e saiu da cadeia às 4h30 da tarde de quarta. (A Tarde)

Um comentário:

  1. Isso ai Polícia. Vai juiz soltar agora. Kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir