Justiça marca audiência para ouvir 'Chico do Táxi' acusado de matar companheira em Cruz das Almas

Resultado de imagem para caso de chico do taxe, em cruz das almas
A justiça já tem data para ouvir o acusado de matar a facadas a própria companheira, na cidade de Cruz das Almas. Francisco Xavier Nascimento de Santana, o "Chico do Táxi e advogados do caso, serão ouvidas na manhã de quarta-feira (25) no Fórum Tancredo de Almeida Neves na cidade. O advogado da família da vítima, Maria Malena da Silva, Alan Borges, falou ao Cruz na Tela,  que acredita que a justiça está sendo feita e que Chico permanecerá preso para pagar pelo crime. "A justiça está sendo feita e acredito que ele pagará pelo o que foi cometido contra a senhora Maria, que teve a vida ceifada, sem direito de nem de se defender", acrescentou o advogado. 
Relembre o caso
O feminicídio (homicídio doloso praticado contra a mulher por “razões da condição de sexo feminino) praticado por Francisco Chavier Nascimento de Santana,  o "Chico do Taxi", teria sido motivado por ciúme, segundo apontou a polícia. Chico é está sendo acusado de matar a mulher a facadas na madrugada de domingo (11). Ele é apontado pela polícia, como autor da morte de sua companheira, Maria Malena da Silva, com quem morava na rua Tiradentes, bairro Dois de Julho em Cruz das Almas. A Polícia Civil apurou, que logo depois do crime ele saiu de carro, direto para a ponte de "Pedra do Cavalo", na BR-101, onde tentou se jogar, para tirar a própria vida. 
Após uma longa negociação com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o taxita resolveu se entregar, sendo apresentado no Plantão Central da delegacia da cidade. Em contato como o delegado titular, Cristovão Eder, a nossa reportagem foi informada que ele deverá ser encaminhado para o presídio, uma vez que o crime provocou comoção na cidade e a própria polícia teme a reação de outros custodiados da delegacia. 
A Civil ainda apurou, que a vítima estava deitada na cama, somente de calcinha, quando foi esfaqueada pelo taxista. Malena tinha uma loja de bolos na Praça do Lavrador, nas proximidades do Centro de Abastecimento. Rapaz, parece mentira uma coisa dessa, a mulher e ele estavam na porta ontem à noite, ainda falei e responderam", disse um morador. A Polícia Civil está colhendo mais detalhes do homicídio, que pode ter sido motivado por ciúme. Cruz na Tela

Um comentário:

  1. "Leis brasileiras são muito Brandas"
    Nada contra o autor do Feminicidio, poderia ser um parente meu, Mas da mesma forma que o autor do Feminicidio poderia ser um parente meu, A vítima do Feminicidio também poderia ser uma parente minha.
    Acontece é que infelizmente a vida da vítima do Feminicidio não vai volta, a dor da perda é somente dos familiares da vítima e dos amigos.

    ResponderExcluir