Cruz das Almas: Marido quebra silêncio e conta como esposa morreu afogada após acidente com moto na zona rural

Após uma semana do acidente que matou a funcionária do hospital de Cruz das Almas, o marido de Geovânia Conceição Gomes, de 40 anos, o Eliezer, 46, quebrou o silêncio e contou detalhes com exclusividade ao Cruz na Tela, sobre o que aconteceu no domingo (29) na localidade rural do Combê em Cruz das Almas. 
Segundo ele, resolveu passear com a esposa para lhe mostrar os rios que costumava pescar, uma vez que ela reclamava de estresse devido a vida rotineira a qual estava vivendo. 
Eliezer ainda contou que no momento em que descia, pediu para a esposa segurar em sua cintura, pois embalaria a moto para subir com facilidade a ladeira. Ainda segundo ele, nesse momento a mulher acabou falando algo, mas por estarem de capacetes, não ouviu o que ela disse e acabou virando o rosto para entender melhor, quando só percebeu o tombo e a queda dentro da água. Ele conta que começou a nadar e tentou por algumas vezes salvar Geavânia, mas ela o agarrava, puxando para o fundo, o que dificultou o salvamento. 
Um homem que ia passando, ouviu Eliezer pedir socorro o ajudou a sair da água e em seguida retirou o corpo da mulher de lá de dentro. Ainda segundo o marido, antes do (SAMU) chegar, fez respiração boca a boca, mas não conseguiu reanimar a vítima, quando percebeu que ela havia morrido. Ele foi levado para a (Upa) e o corpo da mulher ficou no local a espera da remoção pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). 
Sei que muitos tem me julgado e por isso resolvi falar. Peço até que respeitem esse momento, pois não está sendo nada bom para mim", finalizou. A moto envolvida no acidente, foi retirada por Eliezer na tarde de segunda-feira (6) após ele ser ouvido pela Polícia Civil da cidade. O casal tinha somente um filho de 21 anos, que é fuzileiro naval em Salvador.  Cruz na Tela

23 comentários:

  1. isso é conversa fiada, coo que ele vira o pescoço e só percebe que caiu dentro da lagoa, kkkk a logoa é depois da ladeira e ainda numa curva, sou da comunidade e sei que jamais iria acontecer se ele realmente tivesse perdido o controle e caido nao teria como ser dentro da lagoa.

    ResponderExcluir
  2. vixe maria, no dia do enterro da mulher ele tava preocupado em pegar a moto

    ResponderExcluir
  3. muito estranho não conseguir salvar uma pessoa na lagoa tão pequena

    ResponderExcluir
  4. Olha eu não conhecia o local, mais passado de ônibus, um motorista da empresa RD, salientou, aqui foi o local do acidente, como poderia cair aqui?
    Eu os pergunto; que declaração foi está? Quem é tão ingênua pra cair em um papo furado desse.
    Infelizmente é o nosso país que não tem mais Justiça, e quem morreu perdeu a vida! Triste e lamentável!
    Se as pessoas julgam, porque não é só eu que penso desta forma
    Mandou ela segurar na cintura?
    Ela falou algo, e ele virou pra escutar, e acabou acontecendo o trajico acidente?
    Como dói gente ouvir tanta mentira!
    Não conheço nenhum, mais pelas palavras agente conhece o rodeio.

    ResponderExcluir
  5. Tem caroço nesse angu.
    Essa história ta mal contada.
    Isso é treta.
    Migué puro.
    Quatchá quatchá.

    ResponderExcluir
  6. Tem é coisa ai viu..

    ResponderExcluir
  7. Coisa pra se ivertiga nao jugar

    ResponderExcluir
  8. nao conheço mais parece que essa historia ta mal contada a policia ta pra fazer o papel dela saber se viviam bem a comunidade vai informar saber se ele tinha habilitaçao para conduzir a moto se tava bebendo o trabalho de investigaçao e da policia pra nao cometer injustiça nen colocar um inocente na cadeias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior que não existe mais Justiça, todo mundo tá vendo que está declaração está completamente errada, só não ver, quem não quer enxergar.
      É uma pena!
      Mais pode ter certeza que o mal é dividido, nunca podemos esquecer a lei do retorno, aqui se faz, aqui se paga!

      Excluir
  9. Isso tudo acontece e nao se faz uma perícia, nem na moto nem nessa lagoa? Isso é uma vergonha

    ResponderExcluir
  10. Rapaz as pessoas gostam de falar demais ! São meus vizinhos , pessoas de bem , que não incomodava ninguém ! Vão lavar as roupas de vocês e parem de querer condenar as pessoas , se coloquem no lugar dos outros ! Ninguém é considerado culpado até que se prove o contrário!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agente tem que falar sim, se era seus vizinhos oh não, isso é o que menos vem ao caso.
      Se foi culpado oh não, tem que seguir as investigações, isso se chama justiça, não é uma brincadeira.
      O site cruz na tela, foi feito pra trazer notícias, onde podemos nos expressar, e reivindicar nossos direitos!
      Por isso vamos falar até ser aprovado o caso em questão!

      Excluir
    2. Concordo plenamente. Um absurdo não ter investigação sobre esse caso

      Excluir
  11. Essa historia ta mal contada.
    Isso ai é de boca rapa mentira pura como é que ele olhou pro lado quando olhou pra frente caiu dentro da lagoa kôô puro

    ResponderExcluir
  12. N tem como acontecer oq ele contou
    N e pissivel q a policia. Teve no local e n averigou. Isso desse jeito todo mudo vai comecar a matar e dizer q foi um acidente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A não ser que ele tenha alguma peixada na polícia né?

      Excluir
  13. Ali com certeza ela não morreu.tem que investigar isso direito

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho fé em Deus zequinho que a verdade vai aparecer....

    ResponderExcluir
  15. Tenho fé em Deus que a verdade vai aparecer Zequinho...
    E se foi vc mesmo que fez algo cobtra essa pobre mulher vc vai pagar.

    ResponderExcluir
  16. Acorda delegado se ele falou que um homem ajudou ele a tirar o corpo da mulher da água pq vc nao achamou esse homnem pra prestar depoimento ...

    ResponderExcluir
  17. Um mês hoje dia 29 que essa moça morreu e ate agora nada de investigação serar que o delegado dessa cidade é burro que não ver que obque ele falou não se encaxa.....
    Vamos trabalhar delegado...
    Levanta a bunda dessa cadeira..

    ResponderExcluir
  18. não adianta, pois nada será feito, nenhuma investigação, absolutamente nada. uma vida que se vai, e ninguém esta nem ai. nem a família se prontifica a cobrar. uma mulher que falaram que era tão querida, cadê que o povo vai em cima exigir ivestigação.

    ResponderExcluir