Mortes de transexual e segurança morto na Ribeira podem ter relação, diz polícia

As mortes do segurança do Olodum Djair Souza de Assunção e da transexual Camila Albuquerque podem estar relacionadas. A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (15) pelo Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoas (DHPP), da Polícia Civil, que investiga o caso. O corpo de Djair foi sepultado nesta tarde, no cemitério do Campo Santo, na Federação. 
Camila foi morta na manhã de hoje, no bairro de Águas Claras, enquanto Djair foi assassinado na tarde da segunda-feira (14), na Ribeira. “As primeiras informações apuradas pelo DHPP apontam que Camila teria marcado um encontro com o segurança no local onde ele posteriormente seria morto", explicou o delegado Jamal Amad, coordenador da 3ª DH/BTS, que investiga o caso de Djair. Ainda de acordo com o delegado, há indícios também de que uma discussão entre o segurança e pessoas desconhecidas há alguns dias teria motivado o crime. (Correio)

2 comentários:

  1. porra esse cara ja fez minha segutança

    ResponderExcluir
  2. Que tú pé rapado de merda,seu comedor de fezes

    ResponderExcluir